“Precisamos tomar decisões para os nossos filhos, netos e bisnetos”

Publicado em Categorias Questões do nosso tempoDeixe um comentário em “Precisamos tomar decisões para os nossos filhos, netos e bisnetos”

O economista Sergio Besserman adora contar histórias – e se dedica a isso. Nesses tempos apressados, em que a objetividade é virtude venerada, o carioca de 61 anos ilustra suas ideias com citações de filósofos e cientistas sociais. Tempera a filosofia com piadas e um ou outro palavrão. É com essa mistura de humor e erudição que Besserman fascina audiências, tanto como professor da PUC, como em suas palestras sobre mudanças climáticas e sustentabilidade, tema a que se dedica desde 1992. Com frequência, o presidente do Instituto Jardim Botânico, deixa o seu gabinete para falar a jovens em escolas e centros culturais de bairros de periferia. “Isso é o meu ativismo. É o mais importante”, diz Besserman. Ex-diretor do BNDES, e ex-presidente do IBGE, vencedor de prêmios como o BNDES (por sua tese de mestrado) e Faz Diferença, o economista tem uma certeza: economia e hábitos terão de mudar radicalmente para reduzir o impacto sobre o meio ambiente. A questão é se essa transformação será feita nas próximas décadas. “Se não fizermos agora, terá de ser feito de forma muito mais acelerada, e com muito mais perturbações climáticas, econômicas e civilizatórias”, prevê. Por outro lado, Besserman considera a crise ambiental como o catalisador de uma revolução profunda, comparável ao Renascimento e ao Iluminismo: “Pela primeira vez, o conhecimento humano está dizendo para nós: tem limites”.

Continue lendo ““Precisamos tomar decisões para os nossos filhos, netos e bisnetos””

As escolas precisam se reinventar

Publicado em Categorias Questões de FamíliaDeixe um comentário em As escolas precisam se reinventar

Seu filho está jogando no computador ao invés de estudar? Antes de dar uma bronca, olhe bem. Pode ser que ele esteja aprendendo matemática. Ao menos, se ele for um dos alunos conectados a uma plataforma de ensino, recurso que escolas começam a adotar para facilitar o aprendizado na sala de aula e além dela. Rafael Parente, PhD em Educação pela New York University (NYU) e criador da start up de educação Aondê, é um entusiasta dessas ferramentas. Como subsecretário de Educação do Município do Rio de Janeiro, entre 2009 e 2013, na equipe de Claudia Costin, Parente implantou na rede pública o Pé de Vento, um projeto de apoio à alfabetização baseado em jogos e personagens.

Continue lendo “As escolas precisam se reinventar”

Estamos criando a gerontolescência

Publicado em Categorias Questões de FamíliaDeixe um comentário em Estamos criando a gerontolescência

Formado em Medicina, o carioca Alexandre Kalache viu longe ao apostar, ainda nos anos 1970, em um Brasil de população majoritariamente jovem, numa carreira dedicada ao envelhecimento. Doutor em Saúde Pública pela Universidade de Oxford, Kalache foi diretor do Programa Global de Envelhecimento e Saúde da Organização Mundial da Saúde (OMS) por 14 anos. Em 2012, criou, no Rio de Janeiro, um “Centro Internacional da Longevidade”. Tornou-se, em seguida, presidente da aliança global destes centros. Hoje, como consultor internacional sobre o tema do envelhecimento, o septuagenário Kalache personifica um perfil cada vez mais comum de idoso: ativo, independente e produtivo. É um grupo que ele chama de gerontolescentes: entre 55 anos e 80 anos, eles já deixaram a juventude, mas seguem cheios de projetos e determinados a aproveitar a vida e a contribuir para a sociedade.

Continue lendo “Estamos criando a gerontolescência”